sábado, 28 de março de 2015

A marca de uma lágrima (Pedro Bandeira)

Esse é um tipo de livro que eu, particularmente, não leria pelo simples fato de não fazer meu estilo literário. Mas a professora de literatura mandou e cá estou eu, resenhando um livro que eu surpreendentemente gostei.

Isabel é daquelas meninas que tem a auto-estima lá em baixo: ela se acha feia. E somente ela acha isso. Como melhor escritora da turma, ela escreve cartas, poemas e versos para ajudar o namoro de Rosana, sua melhor amiga, com o amor da sua vida, Cristiano. Com o passar do tempo, Cristiano se apaixona mais pelas palavras entregues por Rosana, do que por ela mesma, o que só aumenta a desesperança de Isabel. Como se não bastasse a confusão amorosa, ela passa por uma confusão psicológica: é testemunha do suicídio (que não passa de um terrível assassinato) da diretora da sua escola, a dona Adelaide. Ferida e desesperada, a senhorita Ilusão também carrega consigo um coração despedaçado.

Eu achei o livro meio previsível, como um romance tosquinho, mas vamos levar em conta que o livro foi "best-seller" em 1986. As melhores partes não foram as dois casais, e sim a respeito da morte da diretora, é meio tensa e te prende mesmo.

O livro tem 180 páginas, 18 capítulos e é dividido em 3 partes (início, meio e fim que são as partes em que o jogo muda totalmente, se é que vocês me entendem)

Ele é repleto de poemas e versos escritos por Isabel e também cita versos de poetas famosos, aqui vai alguns trechos:

"(...) vem Cristiano, me abraça, me enlaça, me arregaça, me enleia, tateia, procura, me aperta, me pega, me toma, te amo, sou tua, estou tua, te quero, te pego, te levo comigo, me leva contigo, me faz viver, me faz feliz, me faz mulher."

"Ah, tormento que não posso confessar...
O que eu escrevo é a verdade, eu não minto,
eu declaro tudo aquilo que eu sinto,
e é a outra que teus lábios vão beijar..."

"Estes versos feitos pra te emocionar
justificam todo amor que tens por ela
e as carícias que esses dois amantes trocam.
E eu te excito sem que venhas a notar
que esses lábios que tu beijas são os dela,
mas são minhas as palavras que te tocam..."


Lembrando que o que disse abaixo da imagem 2 foi apenas minha opinião, leiam e tirem suas próprias conclusões.Espero que tenham gostado, e me desculpem por estar muito tempo sem postar. Prometo que voltarei com os conteúdos diários.
Não esqueçam de me seguir no Instagram para acompanhar tudinho. Todos os dias eu posto fotografias muito legais!

4 comentários:

  1. HUuuum... acho que me deu uma pontinha de curiosidade. O livro é bem antigo e essas histórias costumam ser daquelas de encher o coração. Vou procurar e encaixar nas minhas leituras.

    Beijo

    www.tamiresmaia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra quem gosta de histórias desse tipo é realmente uma ótima opção! Leia e me conte o que achou hehe

      Excluir
  2. Oi Sandy, deu vontade de ler este livro, bem forte a parte da diretora, livro antigo pois em 1986 ainda era um bebezinho. Beijos!

    blog: cafeeconversas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, a parte da diretora é a minha favorita! <3

      Excluir

Quem segue